Pastoral 587 – É preciso perseverar! 1 Pe 5.8

É preciso perseverar!

 “Estejam alertas e fiquem vigiando porque o inimigo de vocês, o Diabo, anda por aí como um leão que ruge, procurando alguém para devorar” (1Pe 5.8).

Uma das lições que tiramos do livro de Neemias vem dos riscos que corremos quando deixamos de reparar os muros que protegem o nosso coração e o nosso lar das “raposinhas” que sorrateiramente destroem as nossas vinhas (Ct 2.15). Por vezes externas, outras, vem de nós mesmos. Coisas ruins que causam danos e fazem muito mal para a saúde espiritual.

  1. W. Tozer escreveu: “Algum dia a Igreja poderá afrouxar a sua vigilância, mandar descer dos muros as suas sentinelas e viver em segurança e paz; ainda não, porém; ainda não”. Ainda não é tempo de paz, estamos em pleno campo de batalha, conforme afirma o apóstolo no verso acima.

Resistir ao inimigo é impedir que ele destrua os valores cristãos que são os pilares da família, os alicerces da Igreja e impedir que haja o esfriamento do entusiasmo pelas coisas espirituais que levam os cristãos ao fracasso.

Não podemos perder de vista que habitamos num mundo caído, entregue às suas paixões e distanciado de Deus. A graça da salvação é o Senhor quem dá; o afastar-se do pecado é conosco. Não há alternativa se quisermos sobreviver a este contexto: ou lutamos ou sofremos com as derrotas.

Por isso a síntese da exortação Bíblica é: “Resistam firmes na fé cristã, permaneçam nos princípios e defendam a todo custo os valores comunicados pelo evangelho de Cristo Jesus”.

Resistir é não se dobrar diante das forças más que residem em nós: orgulho, maus pensamentos, dificuldade de renunciar sentimentos de perdas, não querer perdoar, não lutar contra as tentações…

Resistir é usar a sabedoria divina em defesa da fé: “Levantaram-se alguns contra Estevão; e não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que falava” (At 6.9-10).

Paulo afirma: “Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus. Ele não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar (1Co 10.13).

Que o Senhor nos dê graça, força e coragem para que possamos resistir a quaisquer ataques que nos sobrevenham.

Pr. Evaldo Bueno Rodrigues

Book your tickets